...

Fundamentos

Minha foto
Coronel Fabriciano, MG, Brazil
Se eu pudesse escolher entre viver e morrer, eu escolheria os dois. Viveria pra ser feliz, ser eu mesma. E morreria com a satisfação de saber, que eu fui alguém, alguém feliz!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

O vento bateu

Eu estava caminhando pelas ruas, até que senti uma sensação de leveza. Não sabia especificamente o que era, mas deu pra perceber quando olhei pra trás, parecia que todas as folhas do outono haviam caído sobre as ruas de asfalto. O clima seco de uma cidade, que no momento estava um pouco fria. A chuva vinha sorrateiramente sobre a face de cansaço das pessoas que caminhavam pela rua, pareciam nem se preocupar com a chuva, era como se a chuva lavasse a alma, e levasse todo o cansaço pelos boeiros intupidos. Imediatamente eu corri, corri mesmo, correndo da chuva? Por que eu faria isso? Eu corria do sufoco, corria do clima de petulância que subia por toda parte ao redor de mim, as pessoas se debatiam, o trânsito estava parecendo um inferno paralelo. Eu lamentava, e juntamente com a chuva que caía pela minha face, escorreu uma lágrima do meu olhar de pena. Já era tarde, fui embora caminhando devagar, deixando em todo meu caminho percorrido, o meu desgosto.